23 novembro, 2010

Portugal, o meu país

No meu país já viveu um povo pobre mas destemido,
que em caravelas, e sem temor, rasgou horizontes e achou novas terras e outras gentes.
Um povo orgulhoso, que levou o nome de Portugal para lugares distantes de África, Ásia e América
e deu novos mundos ao mundo.
“Por toda a Terra se ouvem as suas vozes e até aos confins do mundo ressoam as suas palavras” (Damião de Góis)
Hoje, no meu país vive um povo menos pobre mas acobardado,
enganado por governos incompetentes, interesseiros, sem escrúpulos.
Um povo desiludido mas incapaz de se libertar do que não deseja,
consciente dos jogos de poder e de domínio que só o prejudicam,
que vive aterrorizado mas, ainda assim, despreocupado.
É fado!
Posted by Picasa

Sem comentários:

Enviar um comentário