18 novembro, 2011

Muro de silêncios - ciúme


"Como ciumento sofro quatro vezes: porque sou ciumento, porque me reprovo de sê-lo, porque temo que o meu ciúme faça sofrer o outro, porque me deixo dominar por uma banalidade: sofro por ser excluído, por ser agressivo, por ser louco e principalmente por ser comum."
Palavras de Roland Barthes.

Terapia?
Destruição do muro de silêncios.

(Foto tirada da net)

Sem comentários:

Enviar um comentário