05 julho, 2010

Chile, Argentina e Patagónia - viagem 2004 (cont.)

O clima temperado, geralmente varia de subtropical no norte, até subpolar no extremo sul. O norte é caracterizado por verões quentes e húmidos, com invernos secos, e está sujeito a secas periódicas. O centro da Argentina tem verões quentes com trovoadas (oeste da Argentina produz alguns dos maiores granizos do mundo), e invernos frios. Nas regiões do sul, os verões são mornos e os invernos frios com fortes nevões, especialmente nas zonas montanhosas.
As temperaturas mais quentes e frias da América do Sul ocorrem na Argentina.
A Cidade de Buenos Aires encontra-se, quase na sua totalidade, na região dos Pampas.
O seu clima é temperado oceânico, com uma temperatura média anual de 16,5 °C. Durante o inverno as temperaturas oscilam entre os 3 °C e 18 °C, descendo, por vezes, até a 0 °C. No verão, as temperaturas ascendem a uma média de 28 °C. Apesar de não serem altas em comparação com as registadas no norte do país, provocam desconforto dado o elevado grau de humidade.
A cidade tem uma população de cerca de 2 776 138 habitantes.
A Patagónia é uma região situada no extremo sul do continente americano, conhecida como Região de Magalhães e que compreende o sul da Argentina e o sul do Chile.
A região mais meridional do continente é conhecida como Terra do Fogo (Tierra del Fuego). Nessa região está localizada a cidade mais austral do planeta, Ushuaia, conhecida como "a terra do fim do mundo".
El Calafate é uma pequena cidade localizada na província de Santa Cruz, Argentina, próximo da fronteira com o Chile, com aproximadamente 5.500 habitantes, um aeroporto moderno e hotéis de qualidade.
O seu clima é frio, com média anual de sete graus, temperaturas máximas de treze graus e mínimas de dez abaixo de zero.
É a cidade mais próxima do Parque Nacional dos Glaciares, a cerca de 80 quilómetros, onde se localiza a maior geleira em extensão horizontal do mundo: Glaciar Perito Moreno, com 5 km de largura e 60m de altura acima da superfície da água do lago.
Devido ao seu tamanho e acessibilidade, Perito Moreno é uma das principais atracções turísticas da Patagónia argentina.
Um colosso!

Sem comentários:

Enviar um comentário